você que tem leitores fiéis, obrigado por reblogar minhas autorias.
"Puxo conversa com o mundo
pra ver se em ao menos um segundo
por ironia ou descuido
alguém resolva revidar

Um pouco só de paciência
para quebrar aquele muro,
tirar a vida desse “mudo”
e pelo menos conversar

Sobre quem faça diferença
e quem sabe a existência
de alguém que goste do meu mundo
seja verdade ou quase lá

O que importa é que alguém
sóbrio ou bobo assim também
goste de ler coisas sem rumo
ou tanto faz, só prozear." - Luiz Henrique, “pra não reclamar dessa vez” - 17/04/2014 (Sim, eu reclamo sempre por não ter com quem conversar)
like
like
"Se a minha poesia durasse,
falasse, pregasse
nas paredes do seu coração
o que quero que veja,
esteja, que seja
o que digo, ou não

Deixaria de existir a palavra
mais vaga, que a sala
de estar, não seria
algo que assombra,
ou sonha, que tu voltarás
outro dia." - Luiz Henrique, “vaga sala de estar”. 08/04/2014
like
like
"Não quero teu rosto,
não quero o desgosto
de ter o seu corpo
algum dia no meu

Eu não sou mais seu
e estou disposto
a esquecer enquanto
sou mais forte que eu

Aposto, se tivesse proposto
te deixar por bem,
não faria por mal

Ainda sorriria, nas conversas frias
que a gente teve
depois deste final." - Luiz Henrique, “não quero mais”. 03/04/2014
like
like
"já tive outros amores doidos
Outros partidos, desconhecidos
Mas meu primeiro amor vivido é seu
Minha primeira namorada, nada se compara
À te ver entrar na sala, depois de horas a te esperar

Sei que também foi doido, mas num dia de domingo
quando te vi a chegar
coisa linda aproximar
era a coisa mais bela, nem nos posters, nem nas telas
Pude ver tamanha beleza, que mais tarde fez tristeza
Meu semblante dominar.

Que coisa, nunca fui de mostrar, mas você me conhecia
Um dia iria chorar
Você sabia que poderia se afastar, que frágil que sou
que sempre me viu ser
Eu iria desmontar

Não importo com as fases, desde que me olhe sempre
Como o seu namorado, que me tenha do seu lado
que me olha e me ame, e me chame, e que a chama
desse mor nunca apague.

Não ligo pra chorar, se você se entristecer,
Ou se desaparecer e no outro dia me ligar
Pra dizer que me ama, isso é o que importa
Se o silêncio dessa porta não fugir desse lugar

Desde que volte, eu aceito
Desde que se importe, seria perfeito
te ver dizendo que sente saudades
na verdade, eu não gosto desse jeito,

Dessa maneira que acabou
Estava tudo tão bom, e você sabia bem
Mas além de nossos sorrisos, temos os problemas
Que pena não poder te ajudar

Que pena não poder te ligar
Não poder te olhar, pequena
Não poder tocar a sua pele morena
E te ver sorrir, suar,
saber que me tem
Dentro de você
Dentro do seu coração
Dentro de qualquer canção
Era onde eu queria estar." - Luiz Henrique, “dentro de você”
garoto-de-terno: nunca mais fez theme (:

eu fazia quando escrevia ;x

"Algumas pessoas nos convidam, outras nos repelem.
Alguns passam e marcam, outros marcam e passam,
Alguns vem e ficam, outros tiram e voam,
Há quem esteja afim de ser, ter, estar
e outros afim de chegar, se achegar e chega." - Luiz Henrique.
like
Anonymous: Luiz, você tem uma/a melhor amiga/o? Como ela/ele é?

minha melhor amiga é bochechuda e ela é a pessoa mais fofa e carinhosa que existe na terra, e ela é cheia de reclamar das coisas e quando eu reclamo ela reclama.

©
leitores online Real Time Web Analytics